Cirurgião plástico: como gerar confiança nos pacientes e evitar processos

Uma relação de confiança entre um cirurgião plástico e seu paciente pode ser o fator diferencial entre um processo judicial e alguém realmente contente com o resultado de um tratamento.

É que quando a conexão entre médico e paciente é forte e honesta, esta relação pode afetar as opiniões dele sobre a condução de um tratamento.

Aliás, pacientes costumam escolher seus médicos e clínicas por razões bem pessoais e emocionais. Os motivos racionais para a escolha de um cirurgião plástico até pesam, mas não tanto quanto a credibilidade e a confiança que o paciente pré-estabelece com o profissional. Essa confiança, quando estreitada durante a condução das consultas e procedimentos tende a ser um ponto importante, uma vez que o paciente pode ficar menos disposto a processar alguém em que confia.

Como gerar confiança nos pacientes?

Separamos algumas dicas essenciais para que você possa ganhar a confiança do seu paciente:

1 – Tenha boa reputação

Especialmente no caso de cirurgiões plásticos, os pacientes costumam fazer muitas pesquisas antes de decidir até mesmo por uma primeira consulta.

Eles vão ouvir opiniões dos próprios amigos, buscar saber mais sobre uma clínica online e buscar feedbacks sobre o trabalho do profissional para tentar entender como foi o resultado do histórico de atendimentos.

Em outras palavras, ter uma boa reputação e segurança de que o seu atendimento é bem recomendado é essencial.  É claro que uma reputação cresce naturalmente, mas é importante você lembrar desta propaganda “boca a boca” em cada um dos atendimentos.

2 – Ofereça uma boa experiência de atendimento

Quando um paciente chega até o seu consultório, ele não quer perder tempo tentando entender para onde ir ou com quem falar. Na verdade, ele quer simplesmente ter um bom atendimento, e conta com você para obter esta boa impressão.

A relação de confiança com o seu consultório não começa só no primeiro contato face a face. Na verdade, no momento que o paciente encontra a sua clínica, ele já está fazendo os primeiros pré-julgamentos emocionais sobre você.

Portanto, tome o cuidado para que toda a equipe seja treinada para se envolver com o paciente de forma empática e construir relacionamentos consistentes. O time inteiro precisa ser proativo e eficiente, uma vez que a simpatia logo na chegada ao consultório já gera uma memória afetiva e positiva em uma pessoa.

Além disso, o consultório precisa fornecer uma orientação clara que ajude o paciente a se locomover de forma rápida e intuitiva. É importante ser transparente e informativo, uma vez que quando os pacientes sabem que estão entrando no escritório certo, eles se sentem confiantes e seguros.

3 – Seja empático

Uma visita ao hospital ou ao médico pode ser algo estressante e até assustador para alguns pacientes. Mesmo em um consultório de cirurgias plásticas, muitos pacientes se preocupam com más notícias, maus tratos ou outros acidentes infelizes.

Essas preocupações pesam muito na forma como elas percebem um cirurgião plástico, e, por isso, é importante ser empático, esclarecendo quaisquer preocupações antes mesmo que os pacientes estejam preocupados.

Por conhecer a rotina do trabalho, é bem provável que você já sabe quais são as maiores preocupações dos pacientes. Aproveite essa vantagem para oferecer informações ao paciente e amenizar esses medos e ansiedades. Pense a partir do ponto de vista de seu paciente para mostrar que você é alguém seguro, atencioso e confiável.

4 – Faça prontuários completos e exames complementares

O prontuário médico é uma importante ferramenta para evitar condenações, mas também pode ajudar a gerar confiança nos pacientes. Ele deve conter todo o histórico do paciente, quais foram os exames realizados e quais foram os diagnósticos e prognósticos. É importante registrar também quais foram os medicamentos e tratamentos prescritos.

Aliás, com relação ao diagnóstico, é importante que o cirurgião plástico utilize de exames complementares para se certificar acerca da segurança do resultado.

5 – Seja referência em sua comunidade online

Vivemos em uma época em que as pessoas fazem muitas buscas na internet para saber mais sobre tratamentos, custos e medicações. Antes mesmo de um paciente agendar uma consulta, ele provavelmente já fez um pré-diagnóstico não tão confiável com ajuda do Google.

Sabendo disso, você pode se adiantar e oferecer a informação confiável por meio de blogs e redes sociais. Cuide da sua presença online para que seus canais oficiais sejam os locais mais procurados por seus próprios pacientes.

6 – Seja honesto e ético

É importante lembrar que do ponto de vista ético, um médico não pode prometer a cura, pois essa nem sempre será possível. Ele pode sim assegurar que fará de tudo para buscar o melhor resultado possível diante das suas possibilidades.

No caso do cirurgião plástico, o profissional não pode prometer determinado resultado específico. Assim, o paciente tem ciência de que suas expectativas podem não ser alcançadas, mas o profissional é honesto.

E essas foram nossas dicas para você gerar confiança nos seus pacientes. Gostou das sugestões? Tem alguma outra? Conta para a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *